Nos últimos 30 anos a saúde dos trabalhadores tem sido uma preocupação de muitos atores sociais, como sindicalistas, profissionais da saúde e dos poderes públicos. A obra reúne artigos de mais de vinte autores, entre brasileiros e franceses. Entre eles, o professor do Departamento de Engenharia de Produção do Instituto de Ciências Exatas e Aplicadas (ICEA), Gilbert Cardoso Bouyer.

O livro trata das condições do trabalho dos bancários na cidade de São Paulo, analisando a situação não só do ponto de vista prático, mas também na teoria.

 

“Este livro resulta de um desafio proposto pelo Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região em trazer para o espaço público um debate que, muitas vezes, é exclusivo de círculos restritos: a saúde dos trabalhadores.

Nos últimos 30 anos, o assunto tem sido uma preocupação de muitos atores sociais, como sindicalistas, profissionais da saúde e dos poderes públicos, pesquisadores de questões ligadas ao trabalho e gestores. Evidente que cada um deles discute o tema sob perspectivas diferentes.

Todavia, apesar de já se saber que há problemas significativos com relação à saúde dos trabalhadores, as ações propostas pelos profissionais do setor de Saúde, até o presente, quando muito, ajudam a mitigar o sofrimento desses por meio de tratamentos clínicos, de processos de reabilitação e de reparação de seus prejuízos financeiros. Resta a pergunta: por que o quadro não se alterou de modo significativo em direção a reais melhorias no que diz respeito à saúde?

Nossa principal hipótese é que não houve alterações de fato que significassem um combate efetivo às mais evidentes causas do problema. Por isso, atualmente o grande debate e o principal desafio são como transformar efetivamente o trabalho, em especial na categoria bancária” - Laerte Idal Sznelwar 


 

Autor: Laerte Idal Sznelwar

 

Saúde dos Bancários

R$25,00
Saúde dos Bancários R$25,00

Nos últimos 30 anos a saúde dos trabalhadores tem sido uma preocupação de muitos atores sociais, como sindicalistas, profissionais da saúde e dos poderes públicos. A obra reúne artigos de mais de vinte autores, entre brasileiros e franceses. Entre eles, o professor do Departamento de Engenharia de Produção do Instituto de Ciências Exatas e Aplicadas (ICEA), Gilbert Cardoso Bouyer.

O livro trata das condições do trabalho dos bancários na cidade de São Paulo, analisando a situação não só do ponto de vista prático, mas também na teoria.

 

“Este livro resulta de um desafio proposto pelo Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região em trazer para o espaço público um debate que, muitas vezes, é exclusivo de círculos restritos: a saúde dos trabalhadores.

Nos últimos 30 anos, o assunto tem sido uma preocupação de muitos atores sociais, como sindicalistas, profissionais da saúde e dos poderes públicos, pesquisadores de questões ligadas ao trabalho e gestores. Evidente que cada um deles discute o tema sob perspectivas diferentes.

Todavia, apesar de já se saber que há problemas significativos com relação à saúde dos trabalhadores, as ações propostas pelos profissionais do setor de Saúde, até o presente, quando muito, ajudam a mitigar o sofrimento desses por meio de tratamentos clínicos, de processos de reabilitação e de reparação de seus prejuízos financeiros. Resta a pergunta: por que o quadro não se alterou de modo significativo em direção a reais melhorias no que diz respeito à saúde?

Nossa principal hipótese é que não houve alterações de fato que significassem um combate efetivo às mais evidentes causas do problema. Por isso, atualmente o grande debate e o principal desafio são como transformar efetivamente o trabalho, em especial na categoria bancária” - Laerte Idal Sznelwar 


 

Autor: Laerte Idal Sznelwar